ÚLTIMA - Jumbo castiga trabalhadores

Sindicato dos Trabalhadores do Comércio Escritórios e Serviços acusa o Auchan/Jumbo de Almada de querer vingar-se ou castigar os trabalhadores que cumpriram o seu horário normal mas recusaram trabalhar horas a mais sem receber, “a somar aos intensos ritmos e cargas de trabalho, com poucos trabalhadores para as reais necessidades que o volume de trabalho impõe.”

Foto: Quero Trabalho Ou Emprego!
A Auchan Portugal Hipermercados S.A. / Jumbo de Almada insistiu em colocar nos mapas de horário 10 horas diárias, em vez das 8 horas diárias e rejeitou sucessivamente as propostas da Comissão Sindical do CESP para que, em Dezembro, os trabalhadores exaustos fossem dispensados de prestar trabalho a mais (para além do horário normal) não remunerado.

Face à teimosia da empresa em forçar os trabalhadores em prestar horas a mais não remuneradas, não restou outra solução que não fosse a emissão de pré-aviso de greve para que os trabalhadores pudessem recusar trabalhar para além das 8 horas diárias e 40 semanais.

Agora, nos mapas de horário de Janeiro a Auchan/Jumbo de Almada reduz o horário de trabalho, atribui descansos a mais e diz que vai descontar horas.

FONTE: CESP