ÚLTIMA - Jumbo castiga trabalhadores

Sindicato dos Trabalhadores do Comércio Escritórios e Serviços acusa o Auchan/Jumbo de Almada de querer vingar-se ou castigar os trabalhadores que cumpriram o seu horário normal mas recusaram trabalhar horas a mais sem receber, “a somar aos intensos ritmos e cargas de trabalho, com poucos trabalhadores para as reais necessidades que o volume de trabalho impõe.”

Foto: Quero Trabalho Ou Emprego!
A Auchan Portugal Hipermercados S.A. / Jumbo de Almada insistiu em colocar nos mapas de horário 10 horas diárias, em vez das 8 horas diárias e rejeitou sucessivamente as propostas da Comissão Sindical do CESP para que, em Dezembro, os trabalhadores exaustos fossem dispensados de prestar trabalho a mais (para além do horário normal) não remunerado.

Face à teimosia da empresa em forçar os trabalhadores em prestar horas a mais não remuneradas, não restou outra solução que não fosse a emissão de pré-aviso de greve para que os trabalhadores pudessem recusar trabalhar para além das 8 horas diárias e 40 semanais.

Agora, nos mapas de horário de Janeiro a Auchan/Jumbo de Almada reduz o horário de trabalho, atribui descansos a mais e diz que vai descontar horas.

FONTE: CESP
Portugal (657) Portugueses (238) Saúde (194) EUA (78) Alimentos (75) PSD (64) Lisboa (63) Mulher (58) Alimentação (50) Refugiados (50) Europa (42) Homem (42) UK (35) Corrupção (34) PS (32) Politica (32) França (30) Angola (29) Donald Trump (29) Brasil (28) português (28) Passos Coelho (27) Paulo Portas (26) Amor (25) Animais (25) Futebol (25) Marcelo Rebelo de Sousa (25) Presidente da República (25) Policia (23) Água (23) Alerta (22) Crianças (22) Criança (21) Emigrante (21) António Costa (19) BES (19) Euros (19) Bebida (17) Mãe (17) Espanha (16) Salário (16) Verão (16) Estado Islâmico (15) Politicos (15) DAESH (12) PCP (11) Relações (11)